Um pouco de nostalgia: os consoles mais vendidos da história

Um pouco de nostalgia: os consoles mais vendidos da história

O primeiro console lançado foi o Odyssey, da fabricante americana Magnavox. Comparado aos dias de hoje, o aparelho é muito estranho. Para jogar, o usuário tinha de colocar uma película na tela, que servia de cenário para a jogatina. Com um controle de apenas dois analógicos e um botão “reset”, a experiência era bem primitiva, mas divertida. Com o tempo, porém, os eletrônicos evoluíram muito, e sua popularidade aumentou exponencialmente. Hoje, é até raro encontrar alguém que não tem ou nunca teve um videogame. Aqui no Cine Inside, você confere uma lista dos consoles mais vendidos da história.

Photo by Glenn Carstens-Peters on Unsplash.com

 

Os consoles mais vendidos

Os dados foram obtidos do site vgchartz.com. Acesso em 01/04/2019.

1º – PlayStation 2

Mesmo já ultrapassado, a popularidade foi, e ainda é, tão grande que o PlayStation 2 consegue se manter no primeiro lugar da lista. Com um total de 157,68 milhões de vendas, o videogame era muito usado para se jogar sucessos como o Grand Theft Auto: San Andreas.

2º – Nintendo DS:

Sua presença no segundo lugar mostra que, para muitos, a portabilidade é algo que possibilita muita diversão. O console, da japonesa Nintendo, tem um total de 154,9 milhões de vendas, bem próximo da primeira colocação.

3º – Game Boy:

Este é outro exemplo de videogame que, mesmo muito antigo, conseguiu um número de vendas que é expressivo até hoje. Também portátil e fabricado pela Nintendo, foi comprado 118,69 milhões de vezes. É interessante o fato de que suas vendas se concentram muito na América do Norte, na Europa e no Japão, com 115,7 milhões, contra as 2,99 milhões no resto do mundo.

4º – PlayStation:

Obviamente, a versão anterior do primeiro colocado não poderia faltar. O primeiro console da famosa linha da Sony já teve 104,25 milhões de vendas.

5º – Wii:

O Nintendo Wii ficou famoso por sua ideia de movimento e agitação. Nele, não só os clássicos jogos do Mario eram comuns, mas também os famosos Just Dance. O console foi vendido 101,64 milhões de vezes.

6º, 7º e 8º – PlayStation 4, PlayStation 3 e Xbox 360:

Como estão entre os mais novos e mais comuns nas casas hoje em dia, foram colocados juntos, já são bem conhecidos. Os números de vendas são, respectivamente, 91,97 milhões, 86,9 milhões e 85,8 milhões.

9º – Game Boy Advance:

Vendido 81,51 milhões de vezes, é outro exemplo de portátil de sucesso. Foi lançado em 2001, também pela Nintendo.

10º – PlayStation Portable (PSP):

O principal concorrente do Nintendo DS teve 80,82 milhões de vendas. É famoso por ser um “PlayStation” de bolso, e teve o PlayStation Vita como seu sucessor.

A lista segue com Nintendo 3DS, Nintendo Entertainment System (NES), Super Nintendo Entertainment System (SNES), Xbox One, Nintendo 64, Nintendo Switch, etc.

 

Conclusão

Por serem tão presentes na vida de tantas pessoas, ver esses números, no mínimo, desperta a curiosidade de quase qualquer um. É interessante perceber como os consoles mais vendidos não são necessariamente os mais atuais, já que alguns foram extremamente populares no passado. Talvez, muitas pessoas se contentem com alguns modelos mais antigos, como o próprio PlayStation 2, e não se preocupem em comprar os mais tecnológicos.

Também, mesmo com o fim da produção de diversos modelos, vale ressaltar que a venda destes não terminou. Hoje, ainda é muito encontrar videogames antigos, comprados tanto por colecionadores quanto por pessoas que apenas querem uma diversão com um gostinho de nostalgia.

Outro ponto interessante é o quão concentrados no Japão, na América do Norte e na Europa estavam os eletrônicos mais antigos. Uma análise sobre os números, encontrados aqui, mostra que os consoles mais novos tiveram vendas mais significativas para o resto do mundo. A causa disso é, provavelmente, o maior avanço tecnológico dessas regiões, bem como o maior poder de compra. Felizmente, contudo, vemos que essas tecnologias chegam, atualmente, muito mais rápido aos outros países, inclusive o Brasil.

Lucas Moré Pereira

- Mais do que filmes, séries e jogos, gosta de entender a tecnologia por trás das obras - Se o mundo ficasse off-line, faria de tudo para criar sua própria internet - Passa o dia intercalando seu tempo entre o violão e o computador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *