Seriados Inesquecíveis – Você se Lembra?

Seriados Inesquecíveis – Você se Lembra?

Já vi listas parecidas com esta em diversos outros blogs. Bastante gente já escreveu sobre os seriados que marcaram sua vida ou que nunca esquecerão. Por que então fazer outra? Bem, não quero que esta seja apenas “mais uma” lista. Também não tenho a pretensão de que seja “a lista”, já que se trata de uma visão bem pessoal. Mas, tenho certeza de que você verá aqui alguns seriados dos quais nem se lembrava mais – ou que nem conhecia, talvez. Como nasci em 80, sou de uma geração anterior à de muita gente que escreve os blogs sobre seriados de TV. Por isso mesmo, os primeiros seriados desta lista são aqueles que eu assistia ainda criança, numa época em que não existiam coisas como “TV por assinatura” ou “baixar da internet”. Pois é, existiu uma fase em que só era possível assistir os seriados que passavam nos poucos canais disponíveis da “TV aberta” (que era, na verdade, a única TV que existia). Mas, chega de introdução. Vamos à lista! Ela está numa ordem aproximadamente cronológica, citando primeiro os mais velhinhos. Quando houver um nome entre parênteses, esse é o título – alguns extremamente criativos – com que o seriado foi exibido no Brasil.

Seriados Inesquecíveis – Ultra Seven

ultra seven

Este é um dos primeiros seriados que me recordo de ter assistido em minha vida. Na mesma época, passavam também Ultra Man e Spectreman, mas Ultra Seven era o que mais me chamava a atenção. Todos eram similares: super-heróis alienígenas que se escondiam na Terra sob uma identidade secreta, com a finalidade de defendê-la de monstros espaciais que teimavam em invadi-la. Todos os seriados eram japoneses e as lutas destruíam Tókio a cada episódio. Seriados mais atuais como Jaspion e Power Rangers beberam dessa fonte. Mas, não chegam aos pés do que era Ultra Seven. A produção era muito bem cuidada, especialmente para a época em que o seriado foi exibido. A abertura já era fantástica! Naves com diferentes formatos iam sendo mostradas enquanto a empolgante música de abertura (em japonês!) era tocada. Só dava para entender o refrão “Ultra Seven, Ultra Seven!”. A transformação de Dan Moroboshi em Ultra Seven sempre era muito esperada: ele colocava uma espécie de óculos especiais no rosto e se transformava no herói! O episódio mais lembrado por todos os fãs é “A Cruz de Cristal”, em que o herói é crucificado por monstros extraterrestres que descobrem seu ponto fraco. Sensacional!

Seriados Inesquecíveis – Airwolf (Águia de Fogo)

airwolf

O “Águia de Fogo” (ou “Lobo do Ar”, na tradução literal) era um super helicóptero de combate, que foi resgatado por Stringfellow Hawk numa missão pela CIA. Enquanto cumpria missões pelo mundo, String procurava por seu irmão desaparecido, Singin. Nessas missões, era acompanhado por Dominic Santini, interpretado pelo simpático Ernest Borgnine. Assim era cada episódio de “Águia de Fogo”. O seriado passava na “Sessão Aventura” e era concorrente direto do “Trovão Azul”, outro seriado de helicóptero. Mas, o Águia tinha mais tecnologia (para a época, claro) e o protagonista, interpretado por Jon Michael Vincent (antes da sua decadência devido às drogas) era misterioso e interessante. Houve episódios inesquecíveis, como o que eles enfrentam o “HX1”, um helicóptero monstruoso, e o “Águia de Fogo 2”, uma evolução do original que tinha até uma arma laser! A música de abertura também era de arrepiar e ficou colada na memória de quem é dessa época. Essa era a época em que existiam também os seriados com um super carro (“Knight Rider”, ou “A Super Máquina”) e também uma super moto (“Streethawk”, ou “Moto Laser”), mas o “Águia” era mesmo único. Paisagens surpreendentes, histórias interessantes e ótimas cenas de combate aéreo marcaram essa época.

Seriados Inesquecíveis – Lois & Clark

lois & clark

Sempre fui fã do Superman, desde os filmes no cinema. Quando a Globo começou a exibir “Lois & Clark”, fiquei mais do que feliz! O seriado era ótimo: Dean Cain e Teri Hatcher tinham uma química incrível nos papéis centrais e deram um novo rosto ao Superman e ao seu grande amor. O seriado tinha a dose certa de bom humor e grandes atores e atrizes da época fizeram pontas em pequenos papéis. O orçamento para cada episódio era limitado, então o pessoal de efeitos especiais precisava ser criativo para conseguir criar os poderes do Superman. Nem sempre isso era possível, e às vezes o resultado era tosco, mas tudo isso fazia parte da diversão. As histórias focavam mais o relacionamento do casal do que os feitos do herói. Isso dava margem a tratarem temas nunca explorados antes, como a dúvida se Clark poderia ou não ter um filho com uma humana. O seriado durou quatro temporadas e terminou de forma abrupta, por falta de audiência. Por isso, no último episódio, Lois e Clark descobrem um bebê à sua porta, e nunca saberemos como teria sido vê-los criando um filho. Esse seriado deixou saudades!

Seriados Inesquecíveis – The Wonder Years (Anos Incríveis)

The-Wonder-Yeras

De todos os seriados desta lista, este é o mais marcante. “Anos Incríveis” conseguiu conquistar muita gente no Brasil, mesmo sendo transmitida pela TV Cultura, que não tinha na época nenhuma tradição com seriados. Além disso, não havia efeitos especiais, nem atores famosos, nem histórias surpreendentes. Tratava-se do dia a dia de Kevin Arnold (interpretado por Fred Savage), um adolescente americano médio e sua família e amigos. Mas, cada episódio era contado de uma maneira tão marcante, tão cativante, que conquistou fãs de todas as gerações. Era realmente emocionante a forma como o acompanhamos crescer, enfrentar problemas, viver seus momentos de glória e fracasso. Também havia um humor sutil, mas marcante. Num episódio que eu nunca me esqueço, Kevin perde uma pulseira com seu nome gravado, dada por sua namorada Winnie. Ele perde a pulseira na casa de outra garota e, com vergonha de conta à namorada, encomenda uma nova ao joalheiro. Ele recebe uma quase perfeita: seu sobrenome foi gravado AMOLD! A surpresa dele é hilária. A música de abertura “With a Little Help from my Friends”, a voz de Joe Cocker, sempre ficará associada do seriado. Foram muitas temporadas e o seriado teve um episódio final emocionante, em que Kevin, já adulto, conta como seu pai faleceu, como seu irmão cresceu e como ele lidou com seus próprios filhos. Inesquecível!

Seriados Inesquecíveis – Farscape

Farscape

Farscape é um seriado de ficção científica cultuado por muitas pessoas pelo mundo todo. Ele foi criado por Jim Henson, famoso por ter criado também os Muppets, e foi um seriado genial, em muitas formas. Tudo começa quando John Crichton, um astronauta, atravessa um “wormhole” durante uma experiência com sua nave e é jogado em uma parte desconhecida do universo. Lá, encontra uma nave biomecanóide com fugitivos dentro. Com o tempo, esses fugitivos se tornam seus amigos, sua família. Foram criadas soluções geniais, como os “micróbios tradutores”, que eram injetados na pessoa e permitiam que qualquer um entendesse qualquer um dos idiomas conhecidos. Os personagens são densos e possuem histórias interessantes. Além disso tudo, Farscape entrou em minha vida de uma forma especial: em 2004, minha grande amiga Pat me convidou a fazer parte dos “Veneráveis”, um grupo muito conhecido na época que fazia a tradução das legendas de Farscape para o português, com uma qualidade que se tornou referência na época. Foi através desse trabalho que pude conhecer o seriado, que durou quatro temporadas e ainda gerou um filme, após muita insistência dos fãs pelo mundo, para dar um final digno à história.

Seriados Inesquecíveis – Smallville

smallville

Depois de “Lois & Clark”, os fãs do Superman ficaram por anos sem um seriado que tratasse do herói. Talvez porque não houvesse mais nada original para ser contado. Nisso, “Smallville” foi inovador: o seriado decidiu contar a adolescência de Clark Kent, quando ele nem sonhava que se tornaria o Homem de Aço. Com isso, pudemos ver como teria sido para ele descobrir cada um de seus poderes, aprender a lidar com sua condição, superar os desafios e crescer em direção à lenda que irá se tornar. Mas, “Smallville” não é unanimidade: os fãs mais ferrenhos do Superman se contorcem e estremecem com as liberdades tomadas pelos roteiristas. Personagens como Lois Lane, Jimmy Olsen, Perry White e até Doomsday aparecem muito antes do que acontece nas histórias clássicas do herói. Mas, Smallville tem seus méritos e continua no ar já por oito temporadas! Isso é muito mais do que se podia imaginar no início. Muitos atores que fizeram parte da mitologia do Superman, como Christopher Reeve, Dean Cain, Terence Stamp já apareceram em participações especiais, o que torna Smallville ainda mais interessante.

Seriados Inesquecíveis – The 4400

the-4400-cast-photo-usa-network

Outro seriado de ficção muito interessante: ao longo dos anos, muitas pessoas foram abduzidas. Num belo dia, eis que as 4400 pessoas que haviam desaparecido aparecem de uma única vez, saindo de uma bola de luz. Para elas, o tempo não passou. Além disso, com o tempo eles vão descobrindo que ganharam poderes como cura, super velocidade e outros enquanto estavam fora. No decorrer das quatro temporadas, entendemos onde eles estavam e porque isso aconteceu. Ao contrário do que muitos imaginavam, os 4400 não foram levados por extra-terrestres, mas sim por humanos do futuro, que fizeram isso numa tentativa de salvar nossa raça da destruição. Infelizmente, o seriado foi cancelado após sua quarta temporada, também devido à baixa audiência. Assistindo “Heroes” hoje, é fácil notar as semelhanças com “The 4400”. Muitos poderes são parecidos, e a idéia de criar uma vacina que desse poderes às pessoas “normais” também já foi explorada em “The 4400”. Qual é o melhor depende da visão pessoal de cada um, mas “The 4400” tinha um charme especial, que nunca conseguiu ser igualado por seu “irmão caçula”.

Seriados Inesquecíveis – Lost

lost

“Lost” é outro seriado atual que não poderia ficar de fora desta lista. O seriado é inovador, surpreendente, misterioso e consegue se manter interessante ao longo de 5 temporadas. A propósito, diferente de outros seriados, “Lost” começou sabendo onde deveria parar. Foram planejadas 6 temporadas, cada uma com um foco diferente, de forma a contar a história completa. Para quem esteve fora do planeta Terra nos últimos anos e não sabe do que se trata, “Lost” conta a história de sobreviventes de um acidente de avião, que caíram numa ilha cheia de mistérios e lutam para sair de lá – ou voltar para lá, no caso da última temporada. Com raras exceções, cada episódio é fantástico, cheio de reviravoltas e com uma narrativa não linear que confunde muita gente. Ora vemos o presente, ora o passado, ora o futuro, sem sabermos exatamente em que época estamos. Por tudo isso, “Lost” é imperdível, e precisa ser assistido desde o início, para conseguir entender todas as suas nuances.

 

Miguel Leite Collado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *