Se você parar e pensar que já se passaram cinco anos desde a última aventura nos cinemas dentro do mundo mágico de JK Rowling, e quando olhamos para trás, vendo a franquia Harry Potter como um todo, não há como negar que ela foi uma grande realização cinematográfica. Ao longo de oito filmes, o mundo acompanhou esse belo universo que Rowling criou em seus livros e que ajudaram a moldar o que Harry Potter é hoje em dia. Com o fechamento do arco de Harry Potter, pareceu por um tempo, que tinha acabado a interação com esse mundo cheio de magia.

Felizmente, todos vão poder desfrutar desse universo magico novamente em Animais Fantásticos e Onde Habitam. Apesar de ser baseado no mesmo universo, as coisas estão diferentes, sendo agora definido 70 anos antes do nascimento de Harry. Na trama seguimos para Hogwarts com Newt Scamander (Eddie Redmayne), um ‘Mágicozoologista’ que sai de Londres e visita Nova Iorque com uma maleta mágica que foi feita para conter várias criaturas mágicas. Newt pretendia ficar por pouco tempo na cidade, mas quando as criaturas que estavam presas em sua mala fogem, cabe a Newt e seus novos amigos andarem por toda cidade em busca dessas criaturas.

Newt Scamander é um protagonista muito diferente em comparação direta com Harry Potter. Newt não faz o tipo sociável, e possui uma conexão com criaturas mágicas que ele nunca poderia encontrar em seus amigos humanos. O ator Eddie Redmayne faz um belo trabalho no papel, e acrescenta algo a mais para Newt, algo que realmente não vemos com frequência em filmes de grande escala. Além disso, vale lembrar que ele é acompanhado por um elenco fantástico que o ajudam a elevar esta aventura para um novo nível. Os novos amigos de Newt são todos divertidos e estão sempre ao redor, especialmente Jacob, que é um trouxa, e desempenha a maior parte do alívio cômico presente no filme.

Grande parte do valor de entretenimento de Animais Fantásticos é encontrado quando o grupo principal sai em busca para encontrar estas criaturas antes que seja tarde demais. Algumas especies de criaturas se destacam mais do que outras, a criatividade e imaginação é realmente algo de se parabenizar.

Indo além dos personagens principais, nós também temos algumas figuras interessantes como Percival Graves (Colin Farrell), um Auror, Mary Lou Barebone (Samantha Morton), uma ativista trouxa que luta contra bruxas e bruxos e Credence Barebone (Ezra Miller), filho adotivo de Mary Lou.

Olhando por um lado mais crítico Animais Fantásticos tem suas falhas, que podem ser atribuídas ao não-foco de algumas histórias importantes para a trama, um belo exemplo disso é a família Barebone, o filme poderia ter focado e desenvolvido mais sobre essa história, porque sempre que eles apareceram, há um sentimento de ‘quero mais’.

Felizmente, o filme abre as portas para o início de uma grande série de quatro filmes, e olhando por esse lado, Animais Fantasticos e Onde Habitam ainda satisfaz com o nível de entretenimento proporcionado com uma história independente. O diretor David Yates e JK Rowling conseguiram realizar seu objetivo de introduzir essa franquia como uma nova era para esse universo, com novos personagens cativantes.

REVISÃO GERAL
Inside Review

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here